abismo

abismo

insuficiente que fui quando achei que pudesse ser menos. eu me acabo numa quase tentativa de nunca ser nada. com o perdão da dialética negativa: nada criativa. toda de espelho. deve ser esta minha prática de buraco negro, falando alto. sou empuxo gravitacional de meia pataca. e entrego a minha idade quando falo coisas como: meia pataca. você fica aí me olhando meio totalmente de longe, fazendo cara de abismo. mas é você que, na verdade, está à beira de mim.

- J.Castro





postado em por admin em prosa deixe um comentário

adicione comentário

www.scriptsell.netBest Premium Wordpress Theme/Best Premium Wordpress Theme/ Top