ARRUÍNO

arruino

ARRUÍNO

As ruínas
dos impérios
tropicais
(numa virada
sem prumo)

Destruindo-se
sobre si mesmos
& mesmo
& mesmas
(fico tapado
sem rumo)

Um fog azulado
tomando conta
da cidade toda
& de tudo
& de todos
(tô nervoso:
puxofumo)

Não sobra
sonho sobre
sonho
(quando sobra
eu consumo)

A ruína
do sonho
sou eu
(assumo)

- edson farrusco





postado em por admin em poesia deixe um comentário

adicione comentário

www.scriptsell.netBest Premium Wordpress Theme/Best Premium Wordpress Theme/ Top