asfalto quente

não há muitos
não são vários em um
a vaidade do ego
bate de frente com a saudade
de um eu aí
pé no chão de asfalto
quente quente.

a ilusão (bem isso)
de uma passageira
que fez contato
com o olho de busão
é pura alucinação
de movimento
mas eu acho
que isso acontece
por causa do povo
que me rodeia
(tipo histeria de grupo).

essa movimentação
que tanto me bodeia.

depois que o outro passa
a ilusão passa também
(eu não lhe chamei de histérica
mas isso não quer dizer
que você não seja)
então não se ache
por conta dessa esquizofrenia
de butique.

você mal dá conta
de você mesma
sozinha, sem muitos
inteira, sem repartições.

fazem-nos acreditar
numa multiplicidade
impossível.

apenas o asfalto
quente quente
é possível.

- Vaner Micalopulos





postado em por admin em poesia deixe um comentário

adicione comentário

www.scriptsell.netBest Premium Wordpress Theme/Best Premium Wordpress Theme/ Top