mais Benditto





postado em por admin em os gráficos Comentários desativados

paulistranhamente

são paulo suave
pena que cresce

poesia de
poste
não dá

quer goste você
ou não
mas de poste
não dá pra fazer

postes

luzes vintage
cortando quadros randômicos
em barbarismos de línguas
que nunca viveram
e que nunca morrerão:
lógicas de luz
só sendo de luz
pra entender

a cidade estourada
e sóis cremosos
pairando sobre poças
e bossas

 

o asfalto dorme
lá fora
não aqui

alcatrão hipnagógico

o dinheiro barato
nas rodas duma
wall street tupiniquim

bolsas falsificadas
em galerias pajés
tomadas e bloqueadas
em vão

bolsas axiológicas

 

n’augusta da vida
pessoas ecléticas
no eclético’s

na porta, concreto

a augusta baixa
do lado de cá
sob a força
duma grave gravidade

a elite, pseudoleve
prefere o lado de lá

bares cheios
almas vazias

“mesa? só lá dentro.”

mesa fora

 


almas penadas
sobrevoam a praça roosevelt
aterrada

o cheiro do mijo
esconde catarses
agora soterradas
sob a merda
dos sátiros

 

– poema de J.Castro
– fotos de Vaner Micalopulos

postado em por admin em os gráficos, poesia Comentários desativados

Papais Noéis do mal

O Natal está chegando e é claro que as tradicionais fotos de Papais Nóeis bizarros, assustadores e zumbis começam a pipocar pela rede. Nós escolhemos algumas das imagens mais engraçadas (e, para algumas das crianças retratadas, traumatizantes). Divirtam-se.

leia mais

postado em por admin em os gráficos Comentários desativados

FEIRA MIOLO(S)

No último final de semana rolou a Feira Miolo(s), da qual participamos, orgulhosamente. Fizemos um registro fotográfico dessa gente muito boa que conseguiu lotar a Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo, com suas produções maravilhosas. Parabéns à galera da Lote 42, organizadora do evento e que mandou muito bem em todos os detalhes. Viva a produção independente. Ano que vem tem mais.

leia mais

postado em por admin em fixos, os gráficos deixe um comentário

agora

coisas

fogefode


postado em por admin em os gráficos, poesia, prosa deixe um comentário

mexe


postado em por admin em os gráficos, poesia deixe um comentário

BROTHER DRUMMOND

O Drummond é amigo de todo mundo. Mas brother mesmo, só de alguns. Porque brother que é brother aguenta o castigo eterno de baboseiras, poses, mesmices, pixações, roubos, aproveitamentos e o que for. Ele não fez nada pra merecer esse inferno de bronze, mas aguenta mesmo assim. Porque é brother.

Abaixo, algumas dessas brodagens espalhadas pela internet. Valeu, brother Drummond.

Carinhoso:

classica1

classica

 

Tirando selfie:

selfie2

selfie1

 

Ajudando nos paranauê das artes:

play

cow

 

Aguentando o castigo, porque é brother:

patria

misha

leia mais

postado em por admin em os gráficos, poesia deixe um comentário

devagar

vagar

postado em por admin em os gráficos, poesia deixe um comentário
1 2 3 4 5 6 7 8   Next »
www.scriptsell.netBest Premium Wordpress Theme/Best Premium Wordpress Theme/ Top