desconheci

não te conheço. já te conheci? pois desconheci. sinto que já te conheci, quase como em outra vida, mas há um mês. me perdoe se pareço desencaixado. se passo a impressão errada, como um funcionário de gráfica digital apodrecendo de ressaca. se pareço não te conhecer, não é por maldade. é que talvez eu não te conheça mesmo.

nos desconhecimentos
de toda pessoa
que já passou
pela minha vida,
adianto um estado
de esquecimento
inevitável.

pois não importa
de onde venha
o esquecimento,
ele vindo de algum lugar,
esquecimento será.

não reconheço memória. não reconheço sua simplória amizade. se eu quisesse fazer amizade com memória, trabalharia num museu. pareço não te conhecer? talvez eu não conheça mesmo. desconheci. 


esquecimento foi.

J.Castro





postado em por admin em poesia, prosa Comentários desativados
www.scriptsell.netBest Premium Wordpress Theme/Best Premium Wordpress Theme/ Top