DESFAZENDO

tudo que faço

eu me desfaço. é tudo que faço. neste copo vazio, eu me fui. no olho louco de fantasma faminto da ruiva que fala muito, eu tô indo. vou me desamarrando, aos poucos, porque não sou muito bom com os laços. eu quero me desmontar. não é que eu me odeie. não, eu me amo. mas é que não tenho nada melhor pra fazer. então eu me desmonto, só pra depois ter que me montar de novo. é um bom exercício. então eu vou indo. porque eu não aguento mais essa ruiva falando na minha cabeça. vou me desligando. pra ir embora. o copo está vazio. e eu também.

— J.Castro





postado em por admin em prosa deixe um comentário

adicione comentário

www.scriptsell.netBest Premium Wordpress Theme/Best Premium Wordpress Theme/ Top