exponho de volta

exponho

eu sou o anormal? é justo que eu seja o anormal da história? qual história? a história, sei lá, de nós dois. ficou com cara de música sertaneja isso aí. nossa vida parece uma música cafona. bem cafona mesmo. e pode ser em qualquer ritmo, na verdade. todos os estilos são cafonas. eu tenho mesmo essas ideias estranhas e falo coisas sem sentido. não é que eu não tenha sentido. ou não faça sentido. eu apenas exponho a falta de sentido. e nessa exposição eu atordoo as pessoas. é por isso que, eventualmente, todas se vão. ainda bem.

- J.Castro





postado em por admin em prosa deixe um comentário

adicione comentário

www.scriptsell.netBest Premium Wordpress Theme/Best Premium Wordpress Theme/ Top