Adeus, Ferreira Gullar

Morre o poeta Ferreira Gullar.
São Luís, 10.09.1930 – Rio de Janeiro, 4.12.2016
Punho eterno. Caneta cósmica.
A poesia eterniza o poeta.





postado em por admin em poesia Comentários desativados
www.scriptsell.netBest Premium Wordpress Theme/Best Premium Wordpress Theme/ Top