fica

restodaminha

você me pede um natal iluminado e eu lhe dou um conjunto safado de lampadinhas noiantes. mas você sempre esteve por aqui? há quanto tempo? a vida toda? você bem que podia ter me falado antes. você falou? falou nada. agora eu só acho que você está zoando com a minha cara. eu não olhei até agora, por que vou olhar bem na hora que você está indo embora? eu acho que você vai embora antes da hora. eu tenho certeza disso. esses tambores japoneses, não sei, me batem o coração. um coração que se bate mais do que devia. pelo canto do olho eu vejo coisas. finjo que não me encanto. você é linda. espero que ela se vá. você é linda. ela se vai num puro choro, um cristalino pranto. você é linda. eu posso parecer estranho, mas é que eu sou estranho mesmo. fica calma. fica mais um pouco. só hoje. você não precisa ficar a sua vida toda aqui. fica só até o resto da minha. eu prometo que no próximo natal tudo será melhor. fica calma. eu bato na mesa, mas não lhe bato. fica até o final da minha vida. é tão pouco tempo. você nem vai notar. eu já sei o que vou lhe dar de natal. mas só conto no final do ano.

- J.Castro





postado em por admin em prosa deixe um comentário

adicione comentário

www.scriptsell.netBest Premium Wordpress Theme/Best Premium Wordpress Theme/ Top