não o seu amor

naoamor

eu não sou o seu amor. donde é que saiu essa, afinal de contas? eu não sou o amor de ninguém, nem da minha mãe. então, por que você não pensa bem antes de falar uma coisa dessas? eu poderia ser o seu amor, mas eu não sou. desculpa. você não pode ficar falando essas coisas pra um sujeito como eu. eu poderia ser muito mais louco do que realmente sou. eu poderia ser um maníaco. um pedófilo. eu poderia ser uma das infinitas possibilidades em que você se fode de verde e amarelo na mão de um psicopata homicida, garota. não saia pelas baladas chamando os perfeitos desconhecidos que passam pela sua vida de “amor”. eu estou fazendo um favor a você. o seu amor de verdade deve estar pra chegar a qualquer momento. logo depois de termos aquela conversa. a conversa que você não sabe ainda que teremos. e eu começarei essa conversa, que só existe pra mim, por enquanto, com um escabroso “eu acho que a gente precisa conhecer gente nova”, um clichê bem monstruoso mesmo, bem covardão, que é pra você ficar bem puta e abrir uma vaga nesse seu coração burro pra um amor de verdade.

- J.Castro





postado em por admin em prosa deixe um comentário

adicione comentário

www.scriptsell.netBest Premium Wordpress Theme/Best Premium Wordpress Theme/ Top