NÃO PRESTAR

saudade

PRESTEM ATENÇÃO NO MEU NÃO PRESTAR

ando sob garoas
na boa
num passo lerdo
de quem está querendo
pegar uma doença

não sinto
o lento encharcar
e torço pelas doenças
torço mesmo pelas destruições
eu quero algo
que me coloque no centro
das atenções

(cuidado com o que deseja
poeta)

é que não andam prestando
muita atenção
em mim

é por que não presto?

estou começando
a achar que sim

e acho que a chuva
limpará esse não prestar
eu acho só
mas sem botar muita fé nisso
(quem não deseja
não sofre)

pois é melhor mesmo
ficar só no achismo:
muito mais seguro

as certezas
criam dores novas
quando revelam
suas reais naturezas
de puros achismos

eu não me acho
nessa garoa
e também não fico doente
(sou homem
de sólida imunidade)

então volto pra casa
molhado
achando mais
do que antes:
sem solução

chovendo saudade

- Vaner Micalopulos





postado em por admin em poesia deixe um comentário

adicione comentário

www.scriptsell.netBest Premium Wordpress Theme/Best Premium Wordpress Theme/ Top