rindo da dor

nada de novo
na homenagem
ao torturador.

nada de novo
nos cuspes voando
com tanto ardor.

tipo filme de terror,
que a gente já sabe
o que acontecerá
na próxima sequência,
num fingido pavor.

mas entre o cuspidor
e o torturador,
fico com o primeiro.

do cuspidor eu rio,
acho uma comédia
das boas.

mas o torturador
eu temo,
pois ele ri
da nossa dor.

- Vaner Micalopulos





postado em por admin em poesia Comentários desativados
www.scriptsell.netBest Premium Wordpress Theme/Best Premium Wordpress Theme/ Top