sacovelho

sacovelho

ela curte uma decrepitude. ela gosta de coisas e pessoas velhas. ela curte saco velho. barrigões resfolegantes suando sobre a pele jovem. ela gosta mesmo. eu queria esquecer essas coisas. mas não consigo. elas me voltam. toda hora. eu fecho os olhos e lá estão os velhos. eu realmente enxergo aqueles babacas. decrépitos. deslumbrados com a guria. grandes babacas deslumbrados numa pequena babaca. nada contra os velhos. apenas contra os velhos dela. difícil esquecer. talvez na minha velhice, quem sabe? eu só queria ser o velho dela. mas com esses outros velhos no meio da história: não dá.

- J.Castro





postado em por admin em prosa deixe um comentário

adicione comentário

www.scriptsell.netBest Premium Wordpress Theme/Best Premium Wordpress Theme/ Top