TAMPA DO MEIO

Eu tenho uma tampa no lugar do peito
e meus humores dependem
de como essa tampa (que é de rosca)
está colocada.

Quando ela está muito apertada
eu sinto um apertar no mundo,
nas ideias, ou seja, na vida,
que é a soma do mundo
com as ideias.

Quando ela está meio folgada
sinto uma preguiça enorme
e fico largado nessa vida-preguiça,
que é esse nosso mundo de sempre
mas sem as ideias.

Então eu terei que partir para obviedades
e dizer que a situação ideal dessa tampa,
aquela que me deixa no ponto,
é a que nem muito me aperta,
nem muito me afrouxa; e pronto.

É uma confortável e saudável
tampa do meio.

(Michel Consolação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *