tempoverbal

estatuas

o tempo verbal que me deixa meio banal. num tempo que já é quase sem tempo. já não era sem tempo? não sei. eu me perdi no meio do tempo. na palavra, porém, me recuso a usar regras temporais. se já não era sem tempo, por que se preocupar com o tempo que já era? eu escrevo meio fora do tempo. meio não: todo. o tempo me obriga a ser sincero. eu escrevo completamente fora do tempo. e o motivo pra isso é o seguinte: eu sou amigo do tempo: e ele é amigo meu. a gente é aquele tipo de amigo que dá tempo um do outro, mas quando volta a se falar é como se nem tivesse ficado longe. é bonito. é meio gay. mas é assim. eu e o tempo. quando o tempo quer dar um tempo, eu dou. mas depois eu pego de volta. porque tempo a gente empresta. não dá. você acha que tempo dá em árvore? até dá. mas não pode gastar. tempo precioso: clichê. tempo ocioso: cadê? um tempo verbal, meio precioso, meio ocioso, que apenas me deixe: banal.

- J.Castro





postado em por admin em prosa deixe um comentário

adicione comentário

www.scriptsell.netBest Premium Wordpress Theme/Best Premium Wordpress Theme/ Top